30 C
Piçarras
domingo 3 de março de 2024


Luiz Alves confirma morte de macacos com suspeita de febre amarela

Ouça a Matéria

O Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Luiz Alves confirmou a aparecimento de macacos (bugio) mortos na região dos bairros Braço Miguel, Braço do Bugre e Braço Paula Ramos. A suspeita das mortes pode estar relacionada à febre amarela, mas devido ao estado avançado de decomposição, os animais não puderam ser analisados laboratorialmente. 

“A equipe da Vigilância Epidemiológica está acompanhando os casos, sendo que um dos animais encontrados já estava em avançado estado de decomposição, os demais haviam sido enterrados e em menor estado de decomposição, porém ainda impossibilitando qualquer diagnóstico clínico ou laboratorial”, informou Luiz Alves, em nota.

A Secretaria de Saúde afirmou que “o macaco não transmite a febre amarela, ele é hospedeiro do vírus, então não machuque ou mate o animal. A morte dos animais pode ser indicativo da circulação do vírus da Febre Amarela no município e região”. Caso a população encontre macacos mortos ou doentes, a orientação é de através do telefone 3377.8670.

A febre amarela está circulando em Santa Catarina e provocando óbitos. Mais de 60 macacos morreram com suspeita de febre amarela, em janeiro de 2020.

VACINE-SE

A Secretaria de Saúde de Luiz Alves reforça a todos os moradores que ainda não tenham tomado a vacina da Febre Amarela que o façam na Unidade de Saúde mais próxima. A vacina é a única A forma de prevenção contra a doença. A Unidade Básica de Saúde da Vila do Salto estará aberta em horário estendido na semana do dia 3 a 7 de fevereiro, até às 20h para atender a população que ainda não está vacinada.

Foto por: Peter Schoen/Flickr

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você