23 C
Piçarras
quarta-feira 17 de abril de 2024


Quase 400 piçarrenses já contraíram dengue este ano

Os números seguem em crescente, apesar do intenso trabalho de controle e conscientização

Ouça a Matéria

Números atualizados sobre a infestação de Aedes aegypti revelam que quase 400 pessoas já contraíram dengue em Balneário Piçarras. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 20, revelando ainda que 909 focos larvários positivos do mosquito, transmissor da dengue, chikungunya e o zika vírus. A cidade já tem decretada a situação de emergência.

Exatos 398 piçarrenses contraíram a doença este ano. Entre as suspeitas de casos, outros 550 exames apontaram para o negativo. Não há registro de óbito pela doença. Devido ao cenário atual, a prefeitura decretou situação de emergência de saúde pública, por meio do decreto 624/2023 no dia 5 de abril. 

A Secretaria de Saúde de Balneário Piçarras mantém firme sua campanha de conscientização, educação e guerra. Além de palestras, blitze educativas, vídeos, imagens e um trabalho dedicado à população, os números atualizados assustam.  Para combater a dengue de maneira mais efetiva é preciso também que os moradores atuem dentro de casa evitando deixar água acumulada em vasos de plantas e principalmente nas calhas de telhados.

A dengue, a chikungunya e do zika vírus podem causar febre alta, náusea, dores musculares e nas articulações, que podem ser confundidos com sintomas da Covid-19. Entretanto, coceira, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas são sintomas característicos após a picada do mosquito. Caso apresentar esses sinais, compareça ao posto de saúde mais próximo de você.

IDENTIFIQUE OS SINAIS

A dengue, a chikungunya e do zika vírus podem causar febre alta, náusea, dores musculares e nas articulações, que podem ser confundidos com sintomas da Covid-19. Entretanto, coceira, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas são sintomas característicos após a picada do mosquito. Caso apresentar esses sinais, compareça ao posto de saúde mais próximo de você.

TORNE ROTINA

Não utilize pratos nos vasos de plantas (preencha os pratos com areia); guarde garrafas com o gargalo virado para baixo; mantenha lixeiras e caixas d’água tampadas; trate a água da piscina com cloro; mantenha ralos fechados e desentupidos; lave com escova os potes de comida e de água dos animais; retire a água acumulada em lajes; dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada; evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.

AGENTES DE ENDEMIAS VÃO ENTRAR EM RESIDÊNCIAS

As equipes do Programa de Controle e Combate à Dengue, junto da Secretaria de Segurança Pública, estão entrando ar em residências fechadas que apresentam necessidade de limpeza para eliminar criadouros do mosquito. A ação está prevista no decreto editado pelo prefeito, que declarou Situação de Emergência em Saúde Pública (624/2023) em Balneário Piçarras.

No artigo 5º do documento, está autorizada a entrada forçada em imóveis públicos ou particulares, residenciais, comerciais ou industriais quando se mostre essencial para a contenção de doenças. Esse ano, 23 pessoas já contraíram a doença e mais de 580 focos do mosquito.

O artigo permite “o ingresso forçado pelos agentes públicos, regularmente designado e identificados, em imóveis públicos ou particulares, residenciais, comerciais ou industriais, independente da atividade, quando se mostre essencial para a contenção das doenças”. O decreto, publicado dia 5 de abril, tem validade de 180 dias.

“Também será realizado o levantamento de terrenos que possuem entulhos e acúmulo de água parada, que serão determinados como prioridades de limpeza, sem necessidade de notificação ao proprietário. As localidades com vegetação alta serão repassadas à fiscalização de posturas para que sejam efetuadas as notificações e posterior limpeza”, afirmou o Governo Municipal, em nota oficial.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você