20.6 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


Luiz Alves encontra primeiro foco larvário do mosquito Aedes aegypti

Ouça a Matéria

Luiz Alves confirmou, após anos sem registros, um foco larvário positivo para o mosquito Aedes aegypti – transmissor de doenças graves como a dengue, zika e chikungunya. Ele foi encontrado na Vila do Salto, onde a Vigilância Epidemiológica realizou a vasculha periférica nos arredores. Nenhuma outra coleta positivou para o mosquito. Não há registro da doença na cidade.

Os agentes de combate a endemias do município, com apoio dos agentes comunitários de saúde, iniciaram o protocolo de delimitação de foco. Foi feita uma busca minuciosa em todos os imóveis em um raio de 300 metros de distância do local do foco. Mais oito amostras foram coletadas para análise durante a delimitação de foco. Todas deram negativo para o Aedes.

A Secretaria de Saúde de Luiz Alves reforça a importância de manter os cuidados de prevenção, eliminando possíveis criadouros. “Temos que ter cuidado redobrado, principalmente com pratinhos e vasos de planta, as caixas d’água devem ser mantidas bem vedadas, além de muito cuidado com o lixo, que também pode acumular água. Além disso, é importante observar calhas entupidas e ralos pouco usados na casa. Estes devem ser limpos pelo menos uma vez na semana”, comenta a agente de endemias de Luiz Alves, Jucelia Castro.

Outro ponto importante é conhecer e estar atento aos sintomas que a dengue apresenta, como febre, manchas vermelhas no corpo e dor ao movimentar os olhos, por exemplo. Neste momento é preciso reforçar o uso de repelente e ampliar os cuidados. Caso algum munícipe encontre um local que possa ser um possível criadouro do Aedes aegypti, deve informar a Secretaria de Saúde pelo WhatsApp 47 3377-8674.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você