17.1 C
Piçarras
domingo 14 de julho de 2024


Celesc segue em processo de licitação para iluminar Transbeto

Ouça a Matéria

A Celesc informou que o processo licitatório para contratação dos serviços do novo sistema de iluminação da Rodovia Transbeto está em andamento.  “As propostas apresentadas foram avaliadas e o resultado desta fase foi publicado no Diário Oficial (seguindo o rito processual) e, neste momento, está na fase de análise jurídica de recursos”, disse a estatal em resposta ao Jornal do Comércio.

De acordo com as publicações oficiais do Governo do Estado, o edital de licitação foi lançado no dia 15 de julho, seis semanas após o governador Raimundo Colombo (PSD) ter autorizado o uso de R$ 650 mil para a obra. O edital, contudo, foi lançado com valor total de R$ 465.625,99 para o serviço de instalação de novos postes, conjuntos de iluminação e novo cabeamento aéreo multiplexado. As propostas foram abertas no dia 5 do mês passado, com a empresa Mercolux vencendo a concorrência.

Segundo o Governo do Estado, a Celesc deixará de pagar ICMS ao Estado em troca da execução da obra. A expectativa é de que a iluminação esteja concluída em 180 dias: 90 dias para contratação e mais 90 de execução dos serviços, detalhou o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, citando ainda que a fiação será aérea. “Para garantir a perenidade do sistema, vamos abrir mão de um modelo que é moderno. A população precisa ter a segurança de que a rodovia vai estar iluminada”, explicou Siewert. Sua citação é datada de 1º de junho.

 

DEZ ANOS DE ESCURIDÃO

Uma década. Esse foi o período que a comunidade de Penha precisou esperar para que o Governo do Estado anunciasse a recolocação do sistema de iluminação da Rodovia Transbeto. “É uma obra que começa com dinheiro em caixa e que vai trazer mais segurança para as pessoas além de contribuir para o fortalecimento do turismo, um setor que tem ajudado Santa Catarina nesse período de crise”, destacou o governador, 120 dias atrás.

Em seu discurso de quatro atrás, Colombo também lamentou o furto do sistema original e que ocasionou a escuridão de, exata, uma década. Toda fiação do sistema de iluminação da Rodovia foi furtada em 2006. “É sem-vergonhice. Sem-vergonhice de quem faz o furto e de quem compra o material”, lamentou o governador.

O prefeito de Penha, Evandro Eredes (PSDB), que também participou da assinatura do convênio, afirmou que a obra é fundamental em pelo menos dois aspectos: segurança e evolução da qualidade do turismo. O prefeito informou que a rodovia é utilizada, com frequência, como rota de fuga de bandidos e que a nova iluminação deve ajudar a coibir esse tipo de ação. “A sensação é de muita alegria. Há oito anos vínhamos trabalhando pra ver essa obra ser realizada”, comemorou.

Exemplos de medo na comunidade não faltam. Marta dos Santos anda de bicicleta pelo acostamento diariamente para buscar a filha na Creche de Santa Lídia. “Busco minha filha todos os dias, mas evito os fins de tarde de maior escuridão. É muito perigoso”, conta, enquanto pedalada pela via de rolamento e na contramão do trânsito. Há quase uma década às escuras, os dezesseis quilômetros da rodovia Transbeto aparentam esquecimento.

Foto por: Felipe Bieging | JC

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você