16.1 C
Piçarras
segunda-feira 20 de maio de 2024


Arte de mãe e filha brilha em Blumenau

Ouça a Matéria


Mais do que duas artistas, a cumplicidade entre Maria Lucy Pereira e Suzana Sedrez vai além das tintas. Mãe e Filha mostram que a técnica e a criatividade de sua arte podem se transformar em belas obras, e numa exposição ousada. Desde ontem, dia 9, ambas comandam a exposição monitorada “Ontogênese ? Arqueologia do Visível em Arte para a Cidadania”, que acontece no Instituto Blumenauense de Ensino Superior (Ibes).


O evento segue até o dia 31, das 8h às 22h, com visitações monitoradas que podem ser agendadas com a própria Suzana Sedrez. Além das cerca de 30 obras que ambas trazem para o instituto, acontecerão performances nos dias 16, 23 e 30, com instituições e grupos envolvidos com a arte. Na própria abertura, ontem, já houve uma dessas performances. Além de grupos do próprio Ibes, da Escola Barão do Rio Branco e do colégio Universitário, também haverá a presença da convidada especial Helena Brown, do Grupo Óris.


Ambas as artistas são nascidas em Itajaí. Luci, atualmente empresária do ramo da hotelaria em Barra Velha, é bem conhecida no município, pois comanda a Pousada Kanaxuê, tradicional e localizada na Praia da Península. Lucy iniciou sua trajetória nas artes desde o seu ginásio, no colégio São José, em Itajaí. Já em Blumenau, fez vários cursos e teve contato com a pintura a óleo através de Lílian Sievert. Ao se mudar com a família para Joinville, seu professor de desenho e pintura foi Victor Kursancew, em 1968.


Já no final da década de 70, Lucy volta a Blumenau, e o professor Orlando de Mello a introduz nas aquarelas. Em 1982, adquire noções da teoria das cores e desenvoltura com o desenho, com professores como José M.D. Cruz e Marília Dias. Também foi a Belo Horizonte, onde teve contato com professores da escola Guignar e Escola de Belas Artes da UFMG. Desse período, Jefferson Lordy é seu grande incentivador. Lucy recebeu menção honrosa em festivais em Itajaí (1982), participou de eventos em Chapecó, Florianópolis, e das edições 18a e 19a do Festival de Inverno de Minas Gerais.


Já Suzana Sedrez iniciou sua experiência com arte em Turim, na Itália, onde fez curso de gravação em metal com Guido Heuer. Também passou pela Escola de Belas Artes da UFMG, e paralelamente à sua vida acadêmica, envolveu-se com as artes. Quando retornou do seu mestrado, em Minas Gerais, 1988, freqüentou disciplinas do curso de Educação Artística, como aluna especial, em 1990 e 1991. Suzana teve como professoras Marilene Schramm, Cristina Schaeffer e Rosa Hernandez, além de participar de oficinas com Lygia Neves e Rosana Dominguez.


Em 2000, concluiu seu doutorado pela Unicamp e ingressou como acadêmica no curso de Artes. A exposição, juntamente com a mãe Lucy, acontece no mesmo período em que estagia neste curso. Suzana já comandou exposições na Furb, no Ibes e participou de eventos como a Mostra Coletiva da Fundação Cultural de Blumenau e do Noites de Inverno, no Castelinho da Furb, já em 2003. interessados em visitar a exposição podem ligar para (47) 325-2185, e o Ibes fica na rua Pandiá Calógeras, 272, Cidade Jardim, Blumenau.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você