21 C
Piçarras
quinta-feira 18 de abril de 2024


Ressoar garante término, mas não dá prazo

Ouça a Matéria

A conclusão de 35 casas populares oferecidas pelo Instituto Ressoar para os atingidos pela enchente de 2008 em Balneário Piçarras ainda não tem data para acontecer. O prazo para retomada, firmado em Termo de Compromisso pela empresa Casas Ecológicas, responsável pela obra, venceu segunda-feira, dia 20, mas o canteiro de obras continua parado.
Em reunião com lideranças municipais da região, o presidente do Ressoar, Ivanildo Lourenço, garantiu, sem definir prazos, que as casas serão entregues. O coordenador da Defesa Civil e diretor de Bem Estar Social em Balneário Piçarras, Rogério de Lima, participou do encontro em Itajaí, dia 18 de abril, quando os governos municipais cobraram uma solução por parte do Ressoar.
“Ele nos garantiu que a obra vai recomeçar ainda este mês e que vai ser concluída bem antes do prazo anterior de cinco meses, mas não falou em datas nem sobre os motivos da demora”, disse Rogério. Enquanto instituto e empresa não resolvem o impasse, o Governo Municipal, que doou os terrenos, aguarda o fim da construção para executar obras de saneamento e as ligações elétricas.
Na maior parte das casas de 36 metros quadrados (divididas em dois quartos, sala, cozinha e banheiro), faltam apenas os acabamentos interiores, no entanto, algumas unidades, ainda em fase inicial, estão expostas ao tempo, sem pintura nas portas e janelas.
As empresa Casas Ecológicas, com sede em Morretes (PR) e filial em Brusque, foi contratada pelo Ressoar para erguer 638 unidades habitacionais no estado. De acordo com o site oficial do Ressoar, a campanha de doações arrecadou em todo o país R$10.550.769,40, dos quais R$10.455.921,90 foram aplicados até 06 de agosto de 2010. Até essa data, quando o balanço foi atualizado pela última vez na página da entidade, 371 casas foram concluídas e outras 214 estavam em construção.
A direção da construtora Casas Ecológicas, não foi encontrada para se pronunciar a respeito do atraso. Tanto os telefones da empresa quanto o celular do diretor não atendem chamadas. Contatada pela Assessoria de Imprensa da Governo Municipal, até as 17h de sexta-feira (27), a presidência do Instituto Ressoar não se manifestou a respeito.
 

Foto por: Felipe Bieging

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você