25.2 C
Piçarras
quinta-feira 29 de fevereiro de 2024


Morre o ex-vereador por Balneário Piçarras, Oscar Francisco Pedroso (MDB)

Ouça a Matéria

Faleceu na tarde desta segunda-feira, 23, o ex-vereador por Balneário Piçarras, Oscar Francisco Pedroso (MDB), o Tampa. Seu falecimento está ligado a complicações em decorrência de um câncer no pâncreas – doença pela qual Tampa lutava nos últimos anos. O velório será na Câmara de Vereadores e o sepultamento no Cemitério Municipal, amanhã, 24.

Tampa nasceu em Capinzal (SC), em 08 de dezembro de 1958. Veio pela primeira vez à Balneário Piçarras no ano de 1979, para visitar um amigo, que era gerente do Hotel Candeias II, onde ficou hospedado. Na visita, conheceu Ivonete Vieira, que mais tarde seria sua esposa, e aqui permaneceu. Fez sua história empresarial ao longo dos anos, consolidando-se com o Bar do Tampa, em 1988.

Politicamente, entrou no partido do MDB a convite de Carlos Jaime de Andrade (Neneco), João Cardoso , “in memoriam”, e João Santos Vieira, “in memoriam”. Foi eleito vereador por cinco legislaturas: 1993/1996, de 2001/2004, 2005/2008, 2009 /2012 (período em que foi presidente da Câmara) e 2013 a 2016.

No ano passado, por intermédio do atual vereador Antônio João Pera (MDB) foi agraciado com o Título de Cidadão Honorário do Município. Em uma entrevista em abril deste ano, ao Jornal do Comércio, Tampa declarou publicamente seu amor à Balneário Piçarras, cidade pela qual pouco chamou pelo nome alterado por um plebiscito em 2005.

“No ano passado a vida me reservou duas surpresas: ser sorteado como imperador da festa e se receber o Título de Cidadão Honorário de Balneário Piçarras. Depois de 40 anos não sou mais um paraquedista. Sou um cidadão da terra, um piçarrano”, disse Oscar, a época. Este ano, também organizou, a 183ª Festa do Divino Espírito Santo de Penha.

Já bastante debilitante, colheu forças espirituais para promover a festa. “Foi a graça do Divino Espírito Santo que me fortaleceu para conseguir organizar a festa”, enriqueceu o imperador, como que querendo o atendimento de um último pedido. “Estou nas mãos dele (Deus). Depois da festa, estou pronto”, encerrou Tampa, ao JC.

Foto por: Felipe Bieging

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você