29.3 C
Piçarras
sexta-feira 1 de março de 2024


Coleta seletiva de Balneário Piçarras é alvo de reclamações

Ouça a Matéria

Implantado em agosto de 2019, o serviço de coleta seletiva de Balneário Piçarras vem sendo alvo de reclamações. Moradores pontuam que, apesar de o caminhão circular pelas ruas da cidade, em muitas situações os sacos de lixo na cor azul – indicados pela Fundação do Meio Ambiente para a destinação final dos reciclados – não são recolhidos pela equipe.

“Hoje, não recolheram os tão solicitados sacos azuis. Passaram em frente, viram, e não pararam”, narrou o morador, Marcos Freitas, em postagem publicada no dia 11 – na qual ele anexa um vídeo que embasa sua narrativa. Seu posicionamento recebeu dezenas de comentários, fortalecendo sua tese.

A presidente da Cooperativa Costa Verde Mar, que atua como parceira do projeto, Eliane Danilau, também se posicionou. “Como responsável pela Cooperativa de Trabalho em Materiais Recicláveis, fico também muito triste com essas atitudes, pois cada “saco” que deixam de recolher é o alimento que falta na mesa das famílias”.

O presidente da Fundação do Meio Ambiente, Marcos Zaleski, reconhece a situação, mas pontua que tem buscado resolver o problema. “Reconhecemos que na parte operacional tem ocorrido algumas falhas significativas e estamos buscando a melhor solução. Todos os relatos recebidos sobre a qualidade do serviço prestado são semanalmente inseridos em uma planilha contendo o problema e a localização”.

Marcos reforma que “essas informações são repassadas diretamente a equipe da coleta seletiva que tem o dever e obrigação de fazer a verificação e impedir a recorrência do problema.  Porém, não estamos tendo o sucesso pretendido nessa troca de informações. Temos ciência que uma equipe humana está sujeita a erros, mas qualquer fato que comprove a existência de uma falha operacional grave, não será admitida”.

A Fundema reforça que vem aplicando estratégias – envolvendo a execução do serviço e também a sociedade – para que a coleta seletiva tenha sua eficiência elevada. “É gratificante perceber e ouvir que a população de Balneário Piçarras está preocupada com essa causa. Esse retorno é a maneira mais eficaz para que em conjunto possamos buscar e efetivar as melhorias necessárias. Tenho certeza que durante esse ano, com a implantação do projeto Recicla aí elevaremos o padrão dos serviços oferecidos a sociedade no que diz respeito a resíduos sólidos e nossa população terá orgulho de fazer parte dessa mudança”, avaliou Marcos.

Por fim, o presidente da Fundação reforça para que a população continue seguindo medidas que facilitem a concretização da proposta seletiva. “Convém ressaltar, que todos os geradores de resíduos também possuem algumas obrigações básicas que contribuem no processo. Procure acondicionar os resíduos recicláveis em locais adequados e dentro dos sacos diferentes do lixo comum, sempre nos dias e horários estabelecidos para o bairro, utilize o saco azul ou qualquer outra forma de identificar o resíduo reciclável”, encerrou.

 

 

 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você