24 C
Piçarras
quinta-feira 18 de abril de 2024


Associação Esportiva e Cultural Luiz Alves crava seu nome no Festival de Danças de Joinville

Ouça a Matéria

Em sua primeira participação na mostra competitiva do 38º Festival de Danças de Joinville, a Associação Esportiva e Cultural Luiz Alves (AECLA) já cravou seu nome nos anais dos grupos vitoriosos que subiram ao célebre palco. Foram dois terceiros lugares com ‘A matéria que obstrui’ e ‘Memórias daquele tempo’, e um segundo lugar de ‘Tá caindo Fulô’. “A satisfação é muito grande”, resumiu a professora de dança da AECLA Giovana Hostert.

O quase título de ‘Tá caindo Fulô’ (Danças Populares – Categoria Meia Ponta), coreografia criada por Giovana e apresentada por um coletivo de bailarinos, foi obtido na noite desta quinta-feira, 14. Um dia antes, ‘A matéria que obstrui’ (Contemporâneo – Categoria Solo Masculino Meia Ponta), idealizada por Lucas Moreira de Araújo e Rafael Junckes, veio aos olhos do festival pela desenvoltura de Rafael. ‘Memórias daquele tempo’ (Danças Populares – Categoria dueto sênior), criada por Giovana e Lucas, também conquistou o bronze com os bailarinos Mariana Martini dos Santos e Lucas, no dia 8.

“Estamos felizes por tudo, pelo resultado, por estar aqui com toda equipe e alunos, o apoio de todas as mães, da diretoria da AECLA e da Secretaria de Esportes e Cultura que está sempre com a gente, para ajudar e incentivar. Foi uma participação linda, com três coreografias para palco principal de competição e as três foram premiadas”, acrescentou a professora Giovana, enaltecendo a conquista principalmente por conta do período de pandemia enfrentado.”

“A satisfação é muito grande e todos estão muito felizes e realizados. A pandemia atrapalhou um pouco os trabalhos, deixou todo mundo parado por um tempo, mas a retomada dessas coreografias no maior festival de dança do mundo e com todas as premiações mostram que tudo foi desenvolvido com muito amor e competência. Estamos de volta e voltamos com tudo”, encerrou Giovana.

As coreografias inscritas no Festival de Dança de Joinville foram trabalhos realizados e enviados em formato de vídeo para a seletiva ainda no ano de 2020. O ballet AECLA já atua há 10 anos em Luiz Alves e centenas de crianças e jovens já passaram pela ação, que tem apoio da Prefeitura de Luiz Alves, por meio da Secretaria de Esportes e Cultura.

“Conquistar uma premiação de nível nacional tão importante é resultado de um trabalho realizado há muito tempo com excelência. A AECLA transformou nosso município através da cultura e do esporte ao longo dos anos. Além do contexto educacional, de inclusão e de saúde, este título coroa e reafirma um trabalho sério e muito técnico com crianças e adolescentes nos colocando entre os melhores do Brasil da Dança”, reforçou o secretário de Esportes e Cultura, Henrique Lemke.

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você