21.7 C
Piçarras
quarta-feira 22 de maio de 2024


Balneário Piçarras: Polícia Civil prende construtores que vendiam o mesmo imóvel para mais de uma pessoa

“Conforme demonstrado em investigação, apenas um dos apartamentos foi comercializado para mais de cinco pessoas diferentes”; lucros da organização criminosa ultrapassa os R$ 10 milhões

Ouça a Matéria

A Polícia Civil de Santa Catarina em Balneário Piçarras (PC/SC) cumpriu nas primeiras horas desta terça-feira, 22, nove mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva pelo crime de estelionato. Batizada por Operação ‘Castelo de Areia’, a investigação revela que os envolvidos constituíram empresas de construção e edificaram diversos imóveis, que foram vendidos para mais de uma pessoa – numa soma final acima dos R$ 10 milhões.

Além de Balneário Piçarras, os mandados também foram cumpridos em Blumenau, Joinville e São Francisco do sul. “Conforme demonstrado em investigação, apenas um dos apartamentos foi comercializado para mais de cinco pessoas diferentes. A apuração policial evidenciou que essa organização criminosa foi criada com o propósito de lesar diversas vítimas na cidade, bem como ocultar os valores provenientes do estelionato”, detalha a PC/SC.

Conforme apurou a reportagem, o chefe do grupo criminoso possuía um escritório no bairro Itacolomi – e já era bastante conhecido pelos golpes em transações imobiliárias. Uma das vítimas, disse ao Jornal do Comércio que comprou uma residência e um terreno do grupo, e que ao chegar para ocupar o imóvel, encontrou outra família no local. Após muita discussão conseguiu ingressar na propriedade. Já o terreno, adquirido por cerca de R$ 200 mil, foi perdido.

“A apuração policial evidenciou que essa organização criminosa foi criada com o propósito de lesar diversas vítimas na cidade, bem como ocultar os valores provenientes do estelionato”

O construtor e os demais envolvidos, que teriam ligação familiar, foram indiciados pelos crimes de estelionato, organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Além dos dois presos, todos os demais envolvidos receberam medidas cautelares diversas da prisão, tais como: monitoramento eletrônico, apreensão de passaportes, proibição de se aproximar das vítimas, dentre outras. Entre os detidos, está o casal identificado pelas iniciais F.A.S e R.M.

Prisão dos principais nomes envolvidos no esquema criminoso – Foto PC/SC

Ainda segundo a Polícia Civil de Balneário Piçarras, os lucros obtidos com os crimes ultrapassam a quantia de R$ 10 milhões. Até o momento, foram apreendidos doze imóveis e veículos, que estarão à disposição das vítimas para ressarcir seus prejuízos. Também foram bloqueadas todas as contas bancárias e demais bens imobiliários de propriedade dos investigados.

A operação contou com o apoio operacional da Divisão de Investigação Criminal de Itajaí (DIC), do Setor de Investigação da PC/SC, da 2ª Delegacia de Polícia de Blumenau e da Comarca de São Francisco do Sul.


Seguindo a Lei de Abuso de Autoridade, sancionada em 2019, as forças policiais pararam de publicar em redes sociais, em páginas institucionais e de divulgar à imprensa fotos e nomes de suspeitos ou presos.

16 COMENTÁRIOS

16 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Laraiane Cristina Schweigert
Laraiane Cristina Schweigert
9 meses atrás

Deus seja Louvado, a Justiça começando a ser feita. Sou uma vítima desse golpe em Balneário de piçarras, adquiri um sobrado geminado em construção, que foi vendido p/ mais de pessoa, só que infelizmente quitei 100% antes que ficasse pronto.

Ana Claudia
Ana Claudia
9 meses atrás

Amém, amém 🙏 em nome de todos os lesados, só posso dizer amém e muito obrigada

Elizabete
Elizabete
9 meses atrás

Meu marido e eu fomos vítimas deste estelionatário, somos de Curitiba, e perdemos 300.000,00 em um sobrado que ele nos vendeu, porém este seria a permuta do terreno, quando chegamos lá com nossa advogada, a família permutaria já estava no imóvel e usando uma criança altista como motivo de não querer esclarecer fatos do ocorrido.
Estou a disposição para qualquer esclarecimento, mesmo porque o judiciário também não está ajudando às vítimas deste caso.

trackback
Polícia desmascara golpe e prende construtores que vendiam mesmo imóvel para mais de uma pessoa - Visor Notícias
9 meses atrás

[…] Na manhã de terça-feira (22), a Polícia Civil de Santa Catarina em Balneário Piçarras desencadeou a Operação ‘Castelo de Areia’, atendendo a nove mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva relacionados a um esquema de estelionato imobiliário. A operação identificou práticas de venda de um único imóvel para múltiplas pessoas, totalizando mais de R$ 10 milhões em fraudes. As informações são de Jornal Comércio. […]

trackback
Construtores são presos por vender mesmo imóvel a múltiplos compradores
9 meses atrás

[…] Na manhã de terça-feira (22), a Polícia Civil de Santa Catarina em Balneário Piçarras desencadeou a Operação ‘Castelo de Areia’, atendendo a nove mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva relacionados a um esquema de estelionato imobiliário. A operação identificou práticas de venda de um único imóvel para múltiplas pessoas, totalizando mais de R$ 10 milhões em fraudes. As informações são de Jornal Comércio. […]

Iraci
Iraci
9 meses atrás

Precisamos saber os nomes gente, somos fornecedores de materiais de construção, se não soubermos de quem se trata amanhã eles voltam a agir.

Ana
Ana
9 meses atrás

Iraci até onde eu sei, eles não estão mais construindo, só estavam disfrutando do nosso batalhado dinheiro que haviam roubado. Mas estou a sua disposição para qualquer dúvida

Ana
Ana
9 meses atrás

Parabéns a Polícia civil pelo seu trabalho. A justiça tarda mas não falha. Como lesada dos estelionatários estou em imenso alívio de saber que não estão impunes.

Thiago Mesadri
Thiago Mesadri
9 meses atrás

Isso só.mostra mais uma vez que o CRECI é um órgão incompetente e que não serve para nada além de cobrar altas taxas para os verdadeiros corretores de imóveis poderem trabalhar. É um órgão sem sentido algum que não faz uma verdadeira fiscalização aonde deveria. É um retrato político do Brasil que pune somente os verdadeiros trabalhadores.
Creci é um órgão lixo que não serve para nada. Vergonha de já ter dado meu dinheiro para esse órgão.

Alcides
Alcides
9 meses atrás

Thiago, você está desinformado. O CRECI nao tem competência legal de atuar nestes casos que envolvem construtoras. Fica o convite para você fazer uma visita ao Conselho para conhecer a revolução que esta gestão está fazendo em benefício dos corretores de imóveis.

Fernanda
Fernanda
9 meses atrás

Parabéns à todos os envolvidos na ação. Ações como essa são muito importantes por, além de tirarem bandidos das ruas, ainda demonstram que os crimes não ficam impunes.

Rejane
Rejane
9 meses atrás

Pode comentar, Também fui uma vítima, a lábia e poder de convencimento são dignos de Oscar! Comprei um apartamento e infelizmente o quitei. Apesar de ter sido a 1ª compradora e já estar utilizando o apartamento uma outra pessoa invadiu o local e eu ainda não consegui a reintegração de posse! A justiça é muito demorada!

Vanio
Vanio
9 meses atrás

Thiago, realmente você está equivocado, não compete ao CRECI fiscalizar e autuar as Construtoras. Isso compete ao MP uma vez que nítido estelionato

Duda
Duda
8 meses atrás

Parabéns aos polícias e todas as
Autoridades envolvidas, justiça seja feita e
Esses criminosos tem que pagar por tudo que fizeram de mau as pessoas inocentes, que tinham sonhos…Deus seja louvado 🙏🏼👏🙌

trackback
Assista à operação que prendeu estelionatários do ramo civil e imobiliário, em Balneário Piçarras
8 meses atrás

[…] LEIA: Balneário Piçarras: Polícia Civil prende construtores que vendiam o mesmo imóvel para mais de um… […]

Rosana
Rosana
8 meses atrás

Qyal o motivo de não revelar o nome dessas criaturas? Muitas pessoas podem ter caído no golpe e não estar sabendo

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você