28.4 C
Piçarras
sexta-feira 1 de março de 2024


Foragido com sentença de 43 anos de prisão é preso pela Polícia Militar de Barra Velha

Rafael Borba ficou nacionalmente conhecido em um vídeo amador publicado nos noticiados, em que aparece ensinando duas crianças menores a realizar assaltos

Ouça a Matéria

A Polícia Militar de Santa Cataria (PMSC), em Barra Velha, prendeu nesta quarta-feira, 22, no bairro Itajuba, um foragido da justiça catarinense durante uma abordagem para verificação de suspeita de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito – que também se confirmou. Trata-se de Rafael Oliveira (41 anos), criminoso sentenciado a 43 anos de prisão e com extensa ficha criminal na vertente de roubo a banco e residência, tráfico de drogas, sequestro e homicídio.

Rafael foi sentenciado por crimes cometidos em 2014

Ele estava foragido desde 13 de setembro de 2021, quando escapou do Complexo Penitenciário Vale do Itajaí, no bairro Canhanduba – onde estava segregado para cumprimento de pena imposta pelos crimes de formação de quadrilha e roubo. Conhecido também pela alcunha de Baixinho e Caneca, foi condenado em maio de 2016, junto de outros quatro criminosos, por crimes cometidos em Barra Velha, Balneário Piçarras, Penha e Itajaí no ano de 2014.

Na denúncia oferecida pelo Ministério Público da Comarca de Balneário Piçarras, pelo então promotor Luis Felipe de Oliveira Czesnat, Rafael foi definido um “velho conhecido deste Juízo” e como um homem que “faz da atividade criminosa um meio de vida. Sua participação no bando seria a de executor (responsável pelos roubos)”. Rafael ficou nacionalmente conhecido em um vídeo amador publicado nos noticiados, em que aparece ensinando duas crianças menores a realizar assaltos.

Às 14h desta quinta-feira, 23, Rafael passou pela audiência de custódia com o juiz de Direito da Comarca de Barra Velha, Gustavo Schlupp Winter – por conta da prisão de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva. “Ainda, evidente que a prisão se faz imprescindível para se garantir a aplicação da lei penal, tendo em vista que o conduzido tentou fugir quando da abordagem, e, como já mencionado, possuía mandado de prisão ativo por evadir-se do estabelecimento em que se encontrava. Ademais, sequer forneceu seu nome verdadeiro quando da abordagem policial, tudo para tentar evitar a sua prisão”, escreveu o magistrado na sentença.

A NOVA PRISÃO

A PMSC de Barra Velha pontuou ter recebido informações sobre “um masculino transportando uma arma de fogo no veículo em direção à Barra Velha”. O carro cruzou com a viatura policial em uma via paralela à BR-101, momento em que a abordagem foi realizada. Na cintura de Rafael, os policiais encontraram uma pistola calibre 9mm, com numeração raspada, municiada e carregada com 17 munições.

 No veículo havia uma sacola contendo um carregador de fuzil calibre 556, uma outra peça semelhante a uma coronha e uma mira óptica. Rafael tentou fugir ao receber voz de prisão. “Como estava em flagrante delito demos voz de prisão ao autor que saiu correndo para a Passarela e atravessou para o outro lado tentando acessar a mata, porém, foi alcançado por um dos policiais da equipe e algemado”, citou a PMSC.

A mulher que conduzia o automóvel disse aos policiais ser a namorada de Rafael, mas pontuou que não sabia o que ele transportava a arma.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você