16.7 C
Piçarras
quarta-feira 17 de julho de 2024


Juiz mantém prisão de criminoso que tentou atropelar policiais durante fuga

O outro envolvido na ação delituosa possuía contra si um mandado de prisão por furto e não participou da audiência de custódia

Foto, Felipe Franco / JC
Ouça a Matéria

O juiz da Comarca de Balneário Piçarras, Luiz Carlos Vailati Junior, converteu em preventiva a prisão em flagrante de S.S.S.S (29 anos) – detido na tarde de segunda-feira, 26, após tentativa de atropelamento de policiais militares durante fuga com um carro roubado. A decisão consta no Termo da audiência de custódia realizada virtualmente na terça-feira, 28. O outro envolvido na ação delituosa, M.da.C.C (24 anos), possuía contra si um mandado de prisão por furto e teve a ordem de detenção cumprida.

Conforme apurou a reportagem, o inquérito policial parte com a tipificação criminal para os crimes de tentativa de homicídio e receptação de produto furtado. Somente após o término da investigação há a formalização da denúncia ao Ministério Público do Santa Catarina (MPSC). A pena para o crime de tentativa de homicídio é a mesma do crime consumado, reduzida de um a dois terços diante das circunstâncias do crime.

Com extensa ficha policial em diversas vertentes do crime, S.S.S.S. e M.da.C.C foram presos após fuga e tentativa de atropelamento de dois policiais militares da equipe de motopatrulhamente – que os perseguia após denúncia do roubo de um Ford Ka. Na Rua Campolino Texeira, no centro de Balneário Piçarras, eles entraram na contramão. Em marcha ré, tentarem seguir com a fuga, acertaram uma das motos e invadiram uma residência – após cortarem a principal avenida da cidade, a Nereu Ramos. Ninguém se feriu.

Dupla foi presa após longa perseguição – Foto, PMSC

Pelas imagens do circuito de segurança da residência de luxo à beira mar, é possível ver que o condutor do automóvel é S.S.S.S. A perseguição teve início assim que a corporação foi informada do roubo. “Imediatamente os policiais iniciaram as buscas e localizaram o veículo. Porém, o motorista do carro desobedeceu a ordem de parada e tentou fugir, colocando em risco a vida dos policiais que estavam em sua perseguição”.

Segundo o capitão da Polícia Militar de Penha, João Gabriel de Moura Iglesias, “durante a fuga, o motorista do Ford Ka tentou jogar o veículo sobre a guarnição, mostrando total desrespeito às autoridades”. Quando à manobra em marcha ré, o capitão disse que “em um ato de desespero, tentou novamente atropelar os policiais, dando ré em direção a eles. Porém, graças à habilidade e coragem dos policiais, os agentes conseguiram controlar a situação e prender o suspeito”.

Dentro do veículo roubado, uma mochila com ferramentas de roubo e a placa original do veículo foram encontradas – o que, para a Polícia Militar, comprovaria o envolvimento dos agentes no crime.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você