20.6 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


Polícia Militar divulga balanço da operação especial à ordem pública durante o MotoCarrero

Mais de duas mil abordagens e seis centenas multas de trânsito, além de cinco prisões em flagrantes foram contabilizadas; prefeito da cidade aprova evento e segurança

Foto PMSC
Ouça a Matéria

A Polícia Militar de Penha divulgou nesta segunda-feira, 6, balanço final da operação especial realizada ao longo do 8º MotoCarrero – realizado na cidade entre os dias 2 a 5 de março. Um trabalho ostensivo – que contou com 113 policiais militares envolvidos – rendeu mais de duas mil abordagens e seis centenas multas de trânsito, além de cinco prisões em flagrantes.

“As ações, precedidas de planejamento, visaram preservar e restabelecer a ordem pública durante o evento, evitando e coibindo atos como os dos episódios de abusos (perturbação ao sossego, desordens, baderna) registrados na edição de 2022, e que foram potencializados pela exposição midiática nas redes sociais”, pontuou o capitão, João Gabriel de Moura Iglesias.

130 policiais militares atuaram na cidade – Foto, PMSC

A estratégia de trabalho, em números, rendeu as cinco prisões, 9 Termos Circunstanciados, 615 multas de trânsito, 11 boletins de ocorrência e 185 veículos recolhidos ao pátio. Um total de 1.486 veículos e 850 pessoas foram abordados. Ainda na vertente do trânsito, 35 condutores se recusaram a realizar o bafômetro, sendo autuados. Um total de 299 motoristas realizaram o teste, com um caso positivo.

“As ações ostensivas, de fiscalização e de inteligência surtiram o resultado desejado, mantendo a cidade tranquila durante o evento, marcando-o positivamente no aspecto segurança pública”, reforça o capitão Iglesias. Para o trabalho, policiais do policiamento especializado com motos (ROCAM e GTAM), cavalaria, policiamento ostensivo, Agência de Inteligência compuseram o efetivo policial.

“Fiscalização por câmeras, drones, barreiras policiais, de viaturas e de motocicletas, foram algumas das ações e estratégias empregadas”, detalha Iglesias. A PM de Penha cita ainda que “em várias oportunidades nesta e nas edições anteriores, a Polícia Militar identificou pessoas, dentre elas, influenciadores digitais, interessados no evento e atrações promovidas dentro do Kartódromo mas, sobretudo, em praticar desordem e caos na cidade”.

Também nesta segunda-feira, 6, o prefeito da cidade, Aquiles da Costa (MDB), publicou sequência de story onde avalia positivamente o resultado do evento. “Mas, alguém vai dizer: Ah, prefeito, mesmo assim teve bagunça na cidade. Gente, pode isoladamente ter acontecido um ponto ou outro, mas, de maneira geral, quem viveu o 2022 e viveu 2023 sabe do que eu tô falando. Não é que não teve gente acelerando e tentando empinar moto na cidade. Quem fez isso, quem vacilou, ficou. A moto ficou. A questão da segurança foi mantida. O evento bateu recorde de público”, publicou.

Estima-se que mais de 30 mil pessoas tenham participado do evento.  “Só pra deixar claro: em 2022 virou uma bagunça generalizada, a bagunça dentro da cidade […] Esse ano, antes de liberar o MotoCarrero, houve dezenas de reuniões de todo o trade turístico […] e todos clamando pela manutenção do evento. Por mais que seja um evento que divide opiniões, ele lota a cidade – então, a rota hoteleira agradece, o comércio, gira a roda da economia”, comenta Aquiles.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você