27 C
Piçarras
segunda-feira 26 de fevereiro de 2024


Artista plástico crava Beto Carrero e o leopardo Marco nas paredes do Castelo das Nações

“O mural artístico está sendo desenvolvido com tons de terra extraídos do próprio solo do parque”, detalha Isaac Moraes, autor também de outros vinte murais espalhados por Penha

Ouça a Matéria

Os finos traços do artista plástico, Isaac Moraes, agora estão cravados no maior parque multitemático da América Latina, o Beto Carrero World. Ele lapida os últimos detalhes para, neste domingo, 26, apresentar o mural com um dos cenários mais emblemáticos da história do empreendimento turístico: Beto Carrero e seu leopardo Marco. Produzido em técnica que utiliza barro e água, a imagem enriquece o Castelo das Nações.

“O mural artístico está sendo desenvolvido com tons de terra extraídos do próprio solo do parque. A arte irá retratar o visionário Beto Carrero tendo como referência uma imagem emblemática dele, tipicamente de cowboy junto ao seu leopardo Marco”

ISAAC MORAES

“O mural artístico está sendo desenvolvido com tons de terra extraídos do próprio solo do parque. A arte irá retratar o visionário Beto Carrero tendo como referência uma imagem emblemática dele, tipicamente de cowboy junto ao seu leopardo Marco”, contou o artista, que também já espalhou seu talento por Penha ao longo de vinte murais para o projeto “Retratos da Nossa Gente”, da Fundação Municipal de Cultura.

O convite para produção partiu da viúva de João Batista Sérgio Murad, o Beto Carrero, Dona Itel Janke. “Primeiramente é uma honra estar realizando uma arte original do pó da terra nesse parque multitemático que é digno de orgulho para nós latino-americanos. O desejo dessa pintura no Castelo brotou no coração da Sra. Itel, viúva do Beto Carrero ao conhecer os meus murais feitos com terra”, acrescentou Isaac.

A técnica de produção utilizada por Isaac é chamada de ‘Grid’, muito antiga e inclusive apreciada por grandes mestres da arte, como por exemplo, Leonardo Da Vinci. “Masterizei esse estilo que gosto de chamar de ‘Realismo Natural’, pois a tinta que utilizo é extraída da própria terra, ampliando a reflexão de quem se depara com essas manifestações artísticas. Arte do pó da terra”, detalha o artista.

“A clássica técnica do Grid está presente nessa pintura sendo ela a base estrutural para os pixels. Essa estética autoral comumente vista em minhas obras revela o momento digital que a humanidade está vivenciando onde os elementos naturais se mesclam com a tecnologia”, acrescentou Isaac. Prestes a concluir os trabalhos, o artista pontua que “espero que essa arte transmita aos visitantes do parque excelência, originalidade, ousadia, alegria e amor pelo que faz. Atributos esses presentes na trajetória do Beto Carrero”.

Isaac assina outros 20 murais espalhados por Penha, no projeto “Retratos da Nossa Gente”

Para Isaac, cravar seu nome em um dos principais equipamentos turísticos do planeta é “a confirmação de uma trajetória vitoriosa e repleta de superações. Estou imensamente feliz em poder contribuir com o Parque, que há décadas é responsável pela alegria e diversão de milhares de famílias dos mais distintos lugares que vem até Penha para terem um momento inesquecível. Deixo aqui minha gratidão a toda a equipe do Parque Beto Carrero que contribuíram brilhantemente para que eu realizasse essa arte”.

A arte possui doze metros quadrados, desenvolvida na entrada do Castelo das Nações e estará disponível livremente para o público fotografar. “Convido a todos para conhecerem de perto essa pintura natural! E quando forem, não deixe de tirar uma foto e me marcar no Instagram @isaacmoraesart”, finaliza Isaac.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você