24.3 C
Piçarras
domingo 25 de fevereiro de 2024


Teste afere balneabilidade própria e Bandeira Azul volta a ser hasteada em Balneário Piçarras

Ela precisou ser retirada (no trecho entre o Molhe e a Rua 3.750) após o Instituto do Meio Ambiente dar local como impróprio para banho; novo teste revelou normalidade

Ouça a Matéria

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) revelou nesta quarta-feira, 10, o resultado do teste de balneabilidade realizado no dia anterior no ponto 2 da praia de Balneário Piçarras (margem esquerda do Molhe Norte). Ele voltou a atestar a qualidade do mar, classificando o local como próprio para banho e permitindo que o município volte a ostentar a Bandeira Azul.

LEIA TAMBÉM:
Praias de Balneário Piçarras e Penha terão balneabilidade aferida duas vezes na semana

Na análise anterior, em teste realizado dia 3 de janeiro, o IMA verificou níveis para qualificar o local como impróprio – o que obrigou o município a retirar a Bandeira Azul para o trecho entre o Molhe e a Rua 3.750, conforme as regras do programa internacional e que atesta a qualidade dos balneários. Com o novo resultado, a bandeira foi hasteada novamente na quinta-feira, 11, com o aval da coordenação nacional o Bandeira Azul.

“A coleta das amostras atestou não apenas a balneabilidade para banho, mas a condição sanitária com a qual nos preocupamos tanto”

LIARA ROTTA PADILHA
FOTO, FELIPE FRANCO / JC

“Bastou um período sem chuvas contínuas ou temporais para que a balneabilidade de nossa praia, de acordo com o sistema de monitoramento de qualidade do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, deixasse registrado a condição de ‘Água Própria para Banho’. A coleta das amostras atestou não apenas a balneabilidade para banho, mas a condição sanitária com a qual nos preocupamos tanto. Sem a chuva torrencial ou contínua conseguimos garantir para nossos moradores, veranistas e turistas condições adequadas de controle sanitário. A Bandeira Azul será reerguida e é a demonstração que nosso trabalho tem Planejamento qualificado por técnicos e especialistas em área ambiental, social e de infraestrutura”, afirmou a presidente do Instituto do Meio Ambiente de Balneário Piçarras, Liara Rotta Padilha.

O histórico de balneabilidade do ponto é amplamente favorável. A última vez que o local foi dado como impróprio para banho foi em 29 de setembro de 2020. De lá para cá, foram 104 testes de balneabilidade coordenados pelo IMA. Todos apontaram o local como próprio para banho. O Instituto do Meio Ambiente de Balneário Piçarras, o IMP, citou que o teste de resultado negativo teve influência direta das fortes chuvas de 1º de janeiro.

“Devido ao período de chuvas recorrentes desde 01 de janeiro de 2024, o IMA registrou a condição de “Água Imprópria para Banho” em um ponto de coleta em Balneário Piçarras. A chuva influencia diretamente nos resultados das análises de balneabilidade de praias, em razão do carreamento direto de matéria orgânica proveniente da drenagem urbana. A condição de tempo de chuva permanente durante períodos longos funciona como um processo de lavação das ruas e áreas não habitadas, carregando muitos materiais orgânicos que desembocam no mar”, citou o IMP, em nota ao Jornal do Comércio. 

O ponto é considerado “Impróprio” quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas 5 semanas anteriores, no mesmo local, for superior a 800 Escherichia coli por 100 mililitros. Ou, quando na última coleta o resultado for superior a 2000 Escherichia coli por 100 mililitros – situação em que se enquadrou Balneário Piçarras no teste do dia 3: o número de Escherichia coli ao lado do Molhe Norte foi de 2.187. No teste do dia 9, a aferiação apontou apenas 20.

Para a temporada 2023/2024, Balneário Piçarras obteve a certificação para dois trechos. O segundo deles, chamado de Praia da Ponta do Jacques, está entre a Rua 3.750 até o limite com o município de Barra Velha – ao longo de 1.225 metros da orla. Não foi preciso retirar a bandeira deste trecho, já que os testes não foram impróprios. Juntos, eles somam 4.425 metros de certificação Bandeira Azul.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você