23.1 C
Piçarras
terça-feira 18 de junho de 2024


BV apresenta as previsões do orçamento

Ouça a Matéria

Uma audiência pública promovida pela prefeitura municipal de Barra Velha apresentou no dia 25 de agosto o projeto sobre a Lei das Diretrizes Orçamentárias para 2012 (LDO), que determina investimentos previstos pela administração pública para o próximo ano. Com a presença de todos os secretários e o prefeito municipal Claudemir Matias, a diretora de Contabilidade da prefeitura, Luciana Erb da Costa Kochhann, explicou que as diretrizes do projeto manifestam a pretensão de investimentos das áreas de Saúde, Educação, Obras, Meio Ambiente, Esportes, Planejamento, Agricultura e Desenvolvimento Urbano, entre outros.
A pretensão de investimentos através dos projetos de cada pasta somam para 2012 mais de R$ 16,5 milhões. Os recursos para os projetos somente serão definidos com o conhecimento da arrecadação do município, determinando as prioridades. Já muitas das verbas poderão ser solicitadas através de repasses com o Governo Federal ou o Governo do Estado e convênios. Outras ainda já estão reservadas e garantidas.

Despesas
Entre as despesas correntes e as despesas de capital, o total de despesas da administração pública para o próximo ano foi estimado em R$ 56.792.218,09.
No poder Legislativo serão investidos R$ 850 mil na construção do prédio da Câmara Municipal de Vereadores, no Centro da cidade.
Educação
A Secretaria Municipal de Educação Cultura e Desporto prevê a aquisição de novos transportes escolares com o investimento de R$ 500 mil, além de R$ 443.947,79 para a construção de uma quadra poliesportiva, mais R$ 900 mil para a implantação de unidades escolares, e R$ 500 mil para equipamento de informática e mobiliário. Já no programa de Educação Infantil estão previstos investimentos na ordem de R$ 1.165.645,30 para a construção da Creche Areias Brancas, além de R$ 800 mil para uma CEI na Quinta dos Açorianos e R$ 450 mil para reformas dos Centros de Educação Infantis da cidade.
No prédio onde funciona a Escola de Jovens e Adultos (EJA) haveria uma reforma orçada em R$ 500 mil.

Obras
A Secretaria de Obras considerou necessário o investimento de R$ 1,6 milhão na compra de novas maquinarias e caminhões, além de R$ 720 mil para a manutenção de vias públicas.
A principal obra da cidade, a conclusão do segundo molhe da Barra do Rio Itapocú, foi orçada em R$ 1,080 milhão e forma parte do principal requerimento da Secretaria de Desenvolvimento Urbano através do programa de benfeitorias. Também contam no programa R$ 3,4 milhões em pavimentação de ruas e R$ 170 mil para construção de praças.
A Secretaria de Agricultura prevê o investimento de R$ 97 mil para a construção da casa do pescador, além de R$ 150 mil para a casa do agricultor e R$ 450 mil para aquisição de máquinas e equipamentos.
A Secretaria de Planejamento determinou para a LDO um investimento de R$ 110 mil na dragagem da lagoa de Barra Velha com o objetivo de facilitar o acesso de embarcações à parte do bairro Centro da lagoa.

Saúde
A Secretaria Municipal de Saúde também pretende investir R$ 400 mil em reformas nos postos de saúde, junto com R$ 280 mil em construção de novos postos, R$ 240 mil para a compra de ambulâncias, e R$ 161 mil do convênio com a AMUNESC. A Assistência Social levantou um orçamento de R$ 170 mil para a construção da Casa do Idoso, R$ 120 mil para o Centro de Referência de Assistência Social, e R$ 34 mil para implantação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) nos bairros.
A Fundação Municipal de Esportes pretende implantar academias populares e Centros Esportivos no valor de R$ 80 mil, além de investir R$ 120 mil na reforma de centros esportivos e R$ 40 mil para a aquisição de um veículo próprio.
Na área de Turismo seriam investidos R$ 200 mil para a construção do Mercado Público nas margens da lagoa e R$ 600 mil para o Centro de Eventos.
Já a Fundação Municipal Hospitalar, que tinha sido extinguida mas poderá em breve funcionar como policlínico, solicitou investimentos na ordem de R$ 20 mil para a Unidade de Pronto Atendimento.
A Fundação Municipal de Meio Ambiente (Fundema) considerou necessário o investimento de R$ 57,5 mil para a construção do centro administrativo do Parque Natural Municipal Caminho do Peabirú.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você