18.1 C
Piçarras
segunda-feira 27 de maio de 2024


Vereadores reclamam de Operação Veraneio

Ouça a Matéria

A Operação Veraneio da Polícia Militar, em Balneário Piçarras, vem causando polêmica na cidade. Vereadores e lideranças questionam a abordagem dos policiais e discutiram o assunto durante a sessão ordinária na terça-feira, 22, na Câmara de Vereadores. A Polícia Militar afirma que orienta os policiais a se adequarem à realidade local durante o trabalho de temporada mais movimentada do ano.
A polêmica foi levantada pelo vereador licenciado, Antônio João Pera (PMDB). Ele utilizou o microfone da tribuna para manifestar sua indignação com o trabalho policial de verão, realizado por policiais vindos de outra cidade. “Em um dia, 28 carteiras de motoristas foram apreendidas em função dos motociclistas estarem dirigindo com a viseira do capacete levantada. Mas pela Lei, basta abaixar a viseira, multar e ir embora. Não precisa da apreensão do documento ou de a moto ser guinchada”, disse.
“Realmente eu sou prova desse fato, pois um cidadão me procurou relatando o fato e pedindo ajuda”, confirmou o presidente do Legislativo, Oscar Francisco Pedroso (PMDB). Pera ainda exemplificou sua revolta com uma série de outros casos e pediu para que a Câmara de Vereadores convoque o Tenente da Polícia Militar, Carlos Alberto Mafra Júnior, para explicar as situações aos legisladores. “É preciso convocar esse Tenente, que é uma boa pessoa, para nos explicar essa situação”, solicitou Pera.
O presidente revelou que irá colocar o pedido em análise da Comissão de Segurança da Câmara, que irá definir se a convocação poderá ser realizada. “Se os senhores estiverem de acordo com a convocação, assim a faremos”, disse Pedroso. O desabafo do vereador licenciado motivou um amplo debate entre os demais vereadores, que relataram outros casos, que para eles, são considerados abuso de autoridade.
Os legisladores discutiram a importâncias das barreiras policiais realizadas em diversos pontos da cidade e as consideraram de pouca valia. “Na minha opinião, cada blitz deveria possuir um policial responsável, inibindo qualquer atitude irregular do soldado raso”, salientou Pedroso. “Está acontecendo tanta coisa ruim na nossa cidade (…) Vão cuidar de assaltante e bandido. A gente quer segurança”, pediu o progressista Júlio Cesar Teixeira, que relatou um caso em que o próprio prefeito, Umberto Luiz Teixeira (PP), foi abordado com rispidez por um policial.
A reportagem conversou com 3º Pelotão da Polícia Militar de Balneário Piçarras, , Carlos Alberto Mafra Júnior, na tarde de quinta-feira, 24. Ele disse que orientou os policiais da Operação Veraneio a adotarem medidas diferentes das utilizadas nas cidades em que trabalham. “São policiais de Blumenau, uma cidade muito maior que a nossa e orientei eles a seguirem uma linha de trabalho diferente. Aqui a realidade é outra e podemos fazer um trabalho mais educativo”, explicou.
“Eu não posso podá-los por aplicação de notificações corretas, amparadas dentro da Lei”, comentou o Tenente sobre a aplicação das multas citadas pelos vereadores. Caso seja convocado, Mafra disse que irá atender o chamado e conceder todas as explicações necessárias. “Estou a disposição aqui e em qualquer lugar para esclarecer qualquer questão”, finalizou.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você