16.7 C
Piçarras
quinta-feira 18 de julho de 2024


Fotógrafo do projeto “Raízes” recebe moção de aplausos da Câmara de Vereadores de Penha

“Fico muito feliz por ver o meu trabalho reconhecido após anos de dedicação na missão de divulgar as belezas naturais, eventos e cultura de Penha”

Ouça a Matéria

O fotógrafo, Rafael Saldanha, recebeu da Câmara de Vereadores de Penha, moção de aplausos pelo recente livro fotográrico, ‘Raízes’, em que retrata a história local dos pescadores artesanais – conectando as tradições de Brasil e Portugal. A moção, de autoria do vereador Luiz Fernando Vailatti (Podemos), foi entregue durante a sessão ordinária de segunda-feira, 11.

LEIA: Livro e exposição fotográfica revelarão a essência da pesca artesanal de Penha

“Fico muito feliz por ver o meu trabalho reconhecido após anos de dedicação na missão de divulgar as belezas naturais, eventos e cultura de Penha, durante o início da minha jornada como fotógrafo. Com grande alegria que recebo uma Moção de Aplauso pelo meu significativo trabalho fotográfico no resgate cultural da Pesca Artesanal e na valorização dos pescadores do município”, agradeceu Saldanha.

“O artista penhense, em seu livro Raízes, foi além da  manifestação artística, deixando para a cidade um instrumento de disseminação e preservação histórico-cultural de inestimável valor”

LUIZ FERNANDO VAILATTI (PODEMOS)
FOTO, VICTOR MIRANDA

Para o vereador, Rafael Saldanha produziu algo que eterniza a essência histórica e cultural de Penha “O artista penhense, em seu livro Raízes, foi além da  manifestação artística, deixando para a cidade um instrumento de disseminação e preservação histórico-cultural de inestimável valor”. “Eu acompanho o Rafa desde o início de sua carreira. O trabalho dele e a dedicação dele nós só temos que enaltecer. Um trabalho bom e que merece todo o nosso respeito. Por isso, fiz questão de oficializar essa moção”, acrescentou Ferrão, como é mais conhecido o vereador.

O projeto, iniciado em 2012, reúne 128 imagens do fotógrafo e centenas de registros que revelam a pesca por meio de “histórias contadas por alguns personagens que irão representar toda a classe”, complementa o fotógrafo – de apurado olhar e que utilizou a técnica do preto e branco para desenvolver o Raízes. “O estilo preto e branco eleva o imaginário de quem observa a foto. Faz a pessoa se conectar diretamente com o retrato, dentro de um ramo que meche muito com a fé, com a sorte”, acrescenta.           

O fotógrafo foi convidado a utilizar a tribuna e agradeceu ao Legislativo: “foi uma jornada de trabalho de anos. Eu comecei a fazer esse registro em 2012 e eu notei a ausência de jovens, cada vez mais evidente. Então, cada vez mais os jovens estão procurando outras atividades e trabalhando fora. E os nossos personagens infelizmente estão indo”.

“Histórias contadas por alguns personagens que irão representar toda a classe”

RAFAEL SALDANHA

No projeto, Saldanha também resgata a história de pescadores artesanais, conectando as tradições de Brasil e Portugal – celebrando os 200 anos da colônia portuguesa Nova Ericeira, que foi estabelecida no litoral norte de Santa Catarina. Em síntese, as fotografias do projeto fazem uma costura da rotina dos pescadores artesanais que formam a comunidade da Nova Ericeira tanto de Portugal como do Brasil.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você