26.2 C
Piçarras
terça-feira 16 de abril de 2024


Estudo mostra que exercícios podem reduzir dor crônica

Ouça a Matéria

Um estudo feito na Universidade do Vale do Itajaí (Univali) aponta que a prática de exercícios físicos pode reduzir até 45% a dor de quem sofreu lesão no plexo braquial, que são as fibras nervosas sensoriais e motoras que inervam partes no braço e antebraço. A ruptura desses nervos é bem comum em casos de acidentes automobilísticos, com alta incidência de dores crônicas, atualmente sem cura, e severas consequências, como perda de movimentos, aumento nas sensibilidades térmica e mecânica e perda da capacidade de pressão da mão.
A pesquisa, coordenada pela professora Nara Lins Meira Quintão, fisioterapeuta e doutora em farmacologia, e desenvolvida por estudantes do curso de Fisioterapia da Univali, observou a rotina de camundongos incentivados a praticar natação. Eles analisaram três grupos: um que praticou exercício antes da lesão do plexo braquial, outro que praticou somente depois, e um grupo que fez nado antes e depois da operação. Todos apresentaram melhora, porém o grupo que fez atividade física antes e após a cirurgia apresentou melhores resultados.
Os exercícios foram feitos em dias intercalados, sendo que nos dias de atividades eram realizadas três sessões de nado. No início da pesquisa as três sessões duraram entre 2 a 3 minutos cada e no final chegou a 8 minutos. A conclusão mostrou que, os camundongos que praticaram exercício por 15 dias tiveram 30% menos sensibilidade dolorosa, e os que se exercitaram por 30 dias sentiam 45% menos dor.
De acordo com Nara Quintão, a prática de exercícios pode ajudar principalmente quem sofre com efeitos colaterais às drogas, utilizadas para alívio da dor. “A morfina, por exemplo, causa uma série de reações adversas, dependência, e em longo prazo, reduz sua eficiência. O exercício físico, pelo contrário, induz a produção de endorfina pelo próprio corpo e proporciona a sensação de bem-estar, dentre outros fatores” destaca Quintão. Ela salienta ainda, que a pesquisa entrará agora em nova fase, em que serão detalhados os mecanismos responsáveis pelos resultados obtidos.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você