33.4 C
Piçarras
sábado 24 de fevereiro de 2024


Doutor Jorge aponta irregularidades em UBS da Quinta dos Açorianos

Ouça a Matéria

Pelo menos nove problemas ou irregularidades na estrutura da Unidade Básica de Saúde da Quinta dos Açorianos, em Barra Velha, foram anotadas pelo médico e vereador Jorge Mário Borghetti, o Doutor Jorge (DEM). O parlamentar iniciou as vistorias do ano pela unidade de saúde do bairro, dia 2 de fevereiro, e ficou impressionado com os problemas surgidos numa estrutura nova – o posto foi inaugurado no final da gestão anterior. 

Em plenário, Doutor Jorge destacou os problemas encontrados. Lembrou que possui formação como médico de segurança do trabalho, e por conta disso, pretende durante o ano visitar todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), visando levantar os problemas encontrados. Na Quinta dos Açorianos, há rachaduras no prédio que precisam ter suas dimensões avaliadas; portas e janelas apresentam defeitos, o ar condicionado da recepção está com defeito, e a porta principal se arrasta. 

“Há ainda vazamento na caixa d’água, em cima de uma sala, e não há pressão nos vasos sanitários, além da má instalação da rede elétrica, problemas nos batentes das janelas e infiltrações”, listou o parlamentar. “Isso sem falar no problema de falta de medicamentos, que é de gestão da saúde, e que atinge toda a cidade”, completa. 

Doutor Jorge cobrou atenção da Prefeitura, e se ainda estiver dentro dos prazos legais, sugere que a empresa responsável pela construção da UBS seja chamada para averiguar as irregularidades. “É muito triste ver um prédio novo como esse passar por tantos problemas, e também os servidores que nele trabalham e atendem toda uma comunidade”, finaliza.

O prédio, que oficialmente leva o nome de UBS Sueli Helena Pequeno da Silveira, foi inaugurado pela gestão passado, em 11 de dezembro. O custo da obra foi financiado pelo programa Requalifica UBS, do Governo Federal, no valor de R$ 408.000,00 e contou também com a contrapartida da Prefeitura no valor de R$ 100.000,00. 

O QUE DIZ O GOVERNO
De acordo com a secretária adjunta de Saúde, Vera Santin, “os problemas estruturais que apareceram – como rachaduras e vazamento da caixa d’água – já solicitei há uns 20 dias que viessem (empresa executora da obra) fazer uma vistoria para conserto, pois está dentro do prazo. Não houve resistência por parte deles, mas preciso me certificar se já fizeram o agendamento e/ou visita no local”, pontou.

Ela contudo, rebateu que as rachaduras estejam por todo prédio. “Não confere: são duas salas”, acrescentando ainda que problemas em “portas, janelas, pressão dos vasos sanitários e instalação elétrica, não recebi reclamação alguma”, e que as “as infiltrações são decorrentes do vazamento da caixa d’água”.

Por fim, rebateu a falta de medicamentos apontada pelo vereador e médico. “A falta de remédio é questão da Secretaria Municipal de Saúde que já está resolvido, porque as medicações chegaram ontem (14) e tem mais chegando”, encerrou. 

Foto por: Juvan Neto | CVBV

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você