24 C
Piçarras
quinta-feira 18 de abril de 2024


Penha registra 130 casos de dengue e anuncia força-tarefa para conter avanço do Aedes

Ouça a Matéria

Com 130 casos de dengue já confirmados, a Secretaria de Saúde de Penha inicia nesta terça-feira, 20, uma força-tarefa com ações estratégicas na tentativa de conter o avanço do mosquito transmissor da doença, o Aedes Aegypti. Retirada de entulhos, fumacê, pelo, orientação da população e amplas vistorias estão entre as ações.

LEIA TAMBÉM
Prefeito de Balneário Piçarras declara situação de emergência por infestação do Aedes Aegypti

“Estamos priorizando os casos suspeitos e fazemos o bloqueio de transmissão abrindo um raio de 50 metros onde a pessoa está com suspeita e fazendo uma vistoria minuciosa. Em casos confirmados, o raio é de 150 metros da pessoa positivada e fazemos a aplicação manual de cielo para matar o mosquito na fase adulta”, explica o coordenador do Programa de Combate à Dengue de Penha, Alexandre Deolindo.

Mariscal é a localidade mais infestada da cidade

A força-tarefa inicia na terça-feira (20), com um fumacê na localidade do Mariscal – onde se concentra o maior número de casos positivos de dengue na cidade. Essa aplicação será conduzida pelos técnicos-agrônomos da 17ª Gerência de Saúde de Itajaí, a partir das 17h30.

Na quarta-feira (21), serão realizados mutirões de conscientização, vistoria de imóveis, terrenos baldios e recolhimento de entulhos na localidade do Mariscal e no bairro Nossa Senhora de Fátima.

Na quinta-feira (22) pela manhã, está programada a aplicação de fludora em dois pontos estratégicos na localidade do Mariscal pelos agentes endêmicos do setor. Essa aplicação se dá devido a reincidência de focos positivos do Aedes aegypti nesses imóveis que são monitorados.

A força-tarefa é uma ação regional uma iniciativa Grupo de Trabalho de Combate à Dengue da Região da AMFRI.  “A ação em conjunto das secretarias traz ainda mais força ao mutirão. Penha está fazendo a sua parte diariamente, com aplicação de larvicida e inseticida, averiguação de denúncias, inspeções semanais nas armadilhas e inspeções quinzenais aos pontos estratégicos. Porém, para termos total sucesso na redução dos focos e casos, precisamos da população permitindo as visitas domiciliares e fazendo a sua parte na eliminação de depósitos”, explica o secretário de Saúde de Penha, Rodrigo Medeiros.

SINTOMAS
Pessoas que tiverem sintomas compatíveis com a dengue, como febre alta acompanhada por dor no corpo, dor de cabeça, náuseas, vômitos ou dor atrás dos olhos, devem procurar atendimento médico o mais rapidamente possível a partir do início dos sintomas.

Para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mantenha caixas, tonéis e barris de água bem tampados, coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada, não jogue lixo em terrenos baldios e se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo e facilite a entrada dos agentes endêmicos nos imóveis.

REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
REDAÇÃO, JORNAL DO COMÉRCIO
Desde 1989 informando a comunidade. Edição impressa semanal sempre aos sábados.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você