17.1 C
Piçarras
domingo 14 de julho de 2024


Associação pede projetos para o Rio Itajuba

Ouça a Matéria

A Associação Comunitária de Desenvolvimento de Itajuba (ACDI) reuniu-se na segunda-feira, 04, com representantes da Prefeitura Municipal para discutir estratégias que permitam melhorar as condições de balneabilidade do Rio Itajuba, principal afluente do bairro, e uma das principais postais da cidade.
O presidente da Associação, Norbert Dohnau, reivindicou junto a comissão diretiva da entidade a necessidade de fiscalização de esgotos irregulares que estariam poluindo o rio. Recentemente houve denúncias de moradores que reclamaram de um cheiro muito forte no rio, no final da tarde, quando a maioria dos trabalhadores chegam em suas casas para descansar.
Prestigiaram a reunião o presidente da Fundação Municipal de Meio Ambiente (Fundema), Marcelo Metelski, a diretora de Habitação, Isabel Borba, além do vereador Carlos Alberto da Silva, o popular Tinho.
Metelski reconheceu que 90% das casas que estão próximas do rio não possuem fossa e filtro, desrespeitando as regulamentações de saneamento exigidas pelo município. Entre outras questões que dificultam o cumprimento da lei estão a falta de fiscais municipais para controlar esta ação irregular e o alto número de invasões. “Às margens do rio existem muitos assentamentos irregulares de pessoas sem condições financeiras que ligam o esgoto diretamente ao rio”, denunciou o presidente.
O presidente do Conselho Municipal de Segurança, Ernesto Kanzler, considerou que é importante a denúncia da comunidade para poder reverter as condições do rio hoje.
A associação se mostrou a favor de colaborar com a Prefeitura através de um mapeamento dos pontos críticos do rio, onde existem construções irregulares encima da restinga ou pontos de assoreamento. Em contrapartida, a prefeitura iria a aumentar a fiscalização no rio.
A diretora de Habitação ressaltou que com a futura criação do Fundo Municipal de Habitação seria possível conseguir recursos para transladar às famílias que moram em condições de risco para locais com saneamento básico.
Como resultado da reunião será realizada em breve um novo encontro, desta vez com o prefeito Samir Mattar, e os representantes da Secretaria de Obras, Fundema, Vigilância Sanitária e Habitação.
 

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você