20.3 C
Piçarras
segunda-feira 20 de maio de 2024


Autopista Litoral Sul rebate acusações sobre acessos

Ouça a Matéria

A empresa Autopista Litoral Sul – que administra a BR 101 entre Santa Catarina e Paraná – emitiu sua manifestação à matéria publicada na página 6 da última edição do Jornal do Comércio. Em nota, a assessoria de imprensa da empresa informou que os fechamentos de acessos atendem a normas de segurança, revelando ainda, que notificou todos os responsáveis para adequação.
“A Autopista Litoral Sul informa que os acessos às margens da BR-101 que não atendem às normas de segurança exigidas apresentam riscos à segurança dos usuários da rodovia, sendo considerados irregulares”, afirma a empresa. Esse seria o principal motivo para o fechamento dos acessos, principalmente na cidade de Barra Velha.
Contudo, a empresa frisa que notificou os responsáveis pelos acessos e deu um prazo para uma possível adequação. “Antes do fechamento desses acessos, a Concessionária notificou os responsáveis por eles, determinando um prazo para regularização. Depois do vencimento deste prazo é que os acessos foram fechados”, diz a empresa.
“A Concessionária ainda esclarece que o bloqueio desses acessos não compromete a fluidez do tráfego na BR-101 e em suas marginais, nem a entrada nos municípios em torno da rodovia e em estabelecimentos comerciais ou residências da região, havendo outros acessos disponíveis”, rebate a Autopista após o questionamento da falência de comércios às margens da rodovia.
Sendo o fechamento dos acessos o pivô principal da polêmica, a empresa faz uma afirmação pouco animadora. “O Contrato de Concessão prevê o fechamento de acessos irregulares até o quinto ano da concessão”, confirma. Mas desconhece a reclamação sobre o desalojamento de moradores das áreas próximas à BR. “A Concessionária reforça que não está desalojando comércios ou residências às margens da rodovia”, conclui a nota.
 

Foto por: Felipe Bieging

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você