25.4 C
Piçarras
sábado 24 de fevereiro de 2024


Dona Alcina completaria 100 anos de idade neste domingo, 31

Foto, Felipe Franco / JC
Ouça a Matéria

Se estivesse entre nós, Alcina de Oliveira Figueredo, a Dona Alcina – um dos principais nomes da história piçarrense – celebraria neste domingo, 31, um centenário de vida. Ela que partiu há dois anos, em 15 de dezembro de 2021, aos 98 anos, deixou um legado que eternizou sua passagem por este plano. Em sua homenagem, publicamos seu poema “Minha Terra”, escrito em 8 de agosto de 1987.

Minha terra
Do sol que nasce quando rompe o dia, embelezando a bela e verdejante cordilheira,
é que vem essa terra que é poesia,
e orgulho da nossa gente brasileira!
Es tu Brasil todo verde – amarelo
onde rios prateados correm para o mar,
nas florestas bravias
que a brisa leve balança como se fora uma mãe
com seu filho no regaço animar!

Alcina de Oliveira Figueredo, em 8 de agosto de 1987

O poema foi compartilhado com o Jornal do Comércio pela neta, Graziela Antoniolli, “em memória da minha amada avó que hoje completaria 100 anos. Saudades”, definiu a piçarrense.

LEIA TAMBÉM:
Dona Alcina, muito obrigado

Dona Alcina foi uma das primeiras professoras de Balneário Piçarras, também foi secretária de Educação, vereadora, fundadora do principal e maior Centro Espírita de Balneário Piçarras e fundadora da Associação de Aposentados e Pensionistas de Balneário Piçarras. Em janeiro de 2011, cedeu longa entrevista do Jornal do Comércio, que renderam oito páginas de muita história.

“Sempre preocupada em registrar a história local, tornou-se a mais importante acervista da cidade, fonte obrigatória de pesquisa. Com uma memória prodigiosa, ela própria guarda lembranças que traçam um retrato da vida e da cultura local nas décadas passadas, um registro que é preciso fazer para garantir a preservação de uma identidade cultural e também para render uma justa homenagem a uma mulher que vale muito mais que os títulos honoríficos que a cidade já lhe concedeu”, definiu o jornalista, Luiz Garcia – que conduziu a conversa à época, junto de Felipe Franco.

“Trabalhei na prefeitura dez anos no Mobral, e 14 anos com os prefeitos, aí como funcionária. Então, nesse ínterim, a gente criou muita coisa”

ALCINA FIGUEREDO

O material foi resgatado em 2021. Luiz Garcia lançou o podcast “Nossa Gente” e Alcina de Oliveira Figueredo marcou o lançamento do primeiro podcast.  “Trabalhei na prefeitura dez anos no Mobral, e 14 anos com os prefeitos, aí como funcionária. Então, nesse ínterim, a gente criou muita coisa. Na gestão do Colzani, de 1980 até 1986, quando houve aquele esticamento de gestão, nós fizemos 80 e poucos cursos, foi uma época de estender a educação e cultura. A gente trouxe o Senac. Eu entrava no gabinete do Colzani e ele dizia: “Meu Deus, o que será que esta velha vem propor hoje?” Mas ele não deixava de me atender”, disse Alcina, a época.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você