19.4 C
Piçarras
segunda-feira 22 de abril de 2024


BR-101: “Queremos soluções urgentes para uma das regiões que mais cresce no Estado”

A citação é do prefeito de Penha, Aquiles da Costa, que esteve em reunião com a ANTT no último dia 13 para justamente cobrar por obras que melhorem o trânsito na rodovia

Ouça a Matéria

O prefeito de Penha, Aquiles da Costa (MDB), cumpriu nesta quarta-feira, 13, agenda de trabalho na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília. Na reunião, o gestor – que já ingressou com ação civil pública contra a ANTT e Arteris Litoral Sul – voltou a cobrar agilidade nas medidas que destravem o trânsito na rodovia BR-101, no trecho entre Balneário Piçarras à praça de pedágio de Tijucas.

LEIA: ANTT conclui cálculos para implantação da terceira faixa entre Penha e Balneário Camboriú

Em horários de pico, leva-se até quatro horas para percorrer 37 quilômetros

“Precisamos que a execução dessas melhorias seja imediata para diminuir as quilométricas filas do trecho, principalmente com a temporada de verão se aproximando. Essa é uma pauta que cobramos há muito tempo no município e via AMFRI, quando ingressamos com ação coletiva na Justiça Federal. Queremos soluções urgentes para uma das regiões que mais cresce no Estado de Santa Catarina”, afirmou ele.

A reunião contou com a presença do diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, além de parlamentares catarinenses, prefeitos, vereadores e entidades da região da Foz do Rio Itajaí. O encontro, inclusive, está conectado com os despachos judiciais em esfera federal para que a agência e a concessionária apliquem rapidez nas análises e execuções de projetos para o trecho da rodovia que corta as cidades da AMFRI.

LEIA TAMBÉM: “Sofrendo as consequências de uma duplicação em que nós não fomos contemplados”

“Resolvendo os congestionamentos crônicos da rodovia, poderemos evitar acidentes que são provocados pelo trânsito intenso e consequentemente salvar muitas vidas”

AQUILES DA COSTA (MDB)

Aquiles reforçou que a urgência seria para implantação de vias laterais contínuas nos sentidos Norte e Sul (incluindo construção de pontes, entre os km 108 até o km 124), ampliação de capacidade do trevo com a BR-470 com implantação do segundo viaduto e vias laterais contínuas na BR-101 e as terceiras faixas sobre acostamento entre os km 111 ao km 125 Norte e Sul.

“Resolvendo os congestionamentos crônicos da rodovia, poderemos evitar acidentes que são provocados pelo trânsito intenso e consequentemente salvar muitas vidas. O trânsito caótico resulta inclusive em gigantescas perdas econômicas – uma vez que muitos visitantes acabam mudando seus destinos por conta da mobilidade reduzida que enfrentarão para alçarem os principais pontos turísticos do Estado”, frisa.

A vereadora de Balneário Piçarras, Adriana Linhares (PSDB), e o secretário de Planejamento, Rodrigo Morimoto, também participaram da audiência

AÇÃO CIVIL PÚBLICA

Em 2022, o Município de Penha ingressou com ação civil pública contra a Autopista Litoral Sul e ANTT, e que ganhou força com a junção da ação coletiva interposta pela AMFRI. A unificação das ações foi uma determinação judicial. Em janeiro deste ano, em audiência conciliatória, foi definido o início das melhorias até março de 2024.

“Nessa mesma audiência, foi definido a apresentação de uma solução mais imediata, paliativa, para resolver o problema. Portanto, seguimos cobrando essas medidas, agora unindo mais forças, com lideranças importantes que representam nossa região e nosso Estado”, finaliza Aquiles.

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você