26.1 C
Piçarras
terça-feira 16 de abril de 2024


Penha instaura processo administrativo para investigar médico que atendia sob “influência de algumas substâncias”

Decisão foi confirmada pelo gestor da cidade, em vídeo publicado na manhã desta quarta-feira, 21

Ouça a Matéria

O prefeito de Penha, Aquiles da Costa (MDB), confirmou na manhã desta quarta-feira, 21, a instauração de processo administrativo para apurar as responsabilidades e penas do episódio registrado no Pronto Atendimento 24h, na tarde do último domingo, 18 – quando um médico, visivelmente alterado, foi flagrado realizando atendimentos. De imediato, o profissional foi afastado do corpo clínico que presta atendimentos no P.A 24h.


“Então esse caso não vai passar em branco. Nós estamos instaurando um processo administrativo que vai apurar as penas, responsabilidades e, se for necessário, medida judiciária de apresentação junto ao CRM para que essa pessoa – que ao meu juízo não deveria nem possuir um CRM – não faça mais como o que aconteceu aqui no último domingo na cidade de Penha”, afirmou Aquiles.

Segundo o Governo Municipal, o profissional atendeu cerca de dez pacientes naquele domingo, sob a “influência de algumas substâncias, que a gente não consegue identificar qual é, mas claramente se percebe que o médico está bastante alterado”, pontua Aquiles.  Assim que houve a denúncia, uma equipe da Administração esteve na unidade para formalizar o afastamento do médico. “Nós tomamos a atitude imediata. São três médicos que atuam durante o dia no nosso P.A 24h e a gente afastou esse médico”, reforça.

Receituário expedido pelo médico naquela tarde

A empresa que presta serviço no Pronto Atendimento 24h é terceirizada. “A gente já notificou a empresa para que esse profissional não esteja mais presente nas nossas escalas. Essa não é a primeira vez que a gente toma esse tipo de atitude, e procura tomar atitude sempre de imediato, dar a resposta mais rápida possível – porque cada centavo público arrecadado tem que ser respeitado e o cidadão merece respeito. Não é porque o dinheiro é público, não é particular, que o atendimento vai ser diferenciado. É por isso que a gente tem uma saúde de excelência e nós primamos qualidade no atendimento”, finalizou Aquiles.

Por e-mail, o Jornal do Comércio fez contato com o Conselho Regional de Medicina (CRM), que afirmou ter tomado “conhecimento da situação e vai apurar o caso”.


Matéria atualizada às 15h21 de quinta-feira, 22, com a versão do CRM.

2 COMENTÁRIOS

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
Prefeito de Penha confirma total desligamento de médico flagrado atendendo com sinais de embriaguez
9 meses atrás

[…] LEIA TAMBÉM: Penha instaura processo administrativo para investigar médico que atendia sob “influência de alg… […]

trackback
Jornal do Comércio
9 meses atrás

[…] LEIA TAMBÉM: Penha instaura processo administrativo para investigar médico que atendia sob “influência de alg… […]

Confira também
as seguintes matérias recomendads para você